Entre em Contato:
(41) 3078-7597
(11) 4765-6732

Atendimento das 9:30 às 18:00

Escritório: Rua Jacarezinho, 1480, Mercês - Curitiba - Pr.

     

 

Envie sua dúvida*:

Título:

Pergunta:

* Esta área não é destinada a consultoria jurídica, portanto casos "in concretu" não são respondidos.
Sua pergunta pode ser alterada para que possa ser respondida sem violar os princípios deontológicos da advocacia.

Auxilio Doença - Mulher Grávida - Acordo

Em caso de gravidez com complicações, há afastamento pelo INSS? Se não houver afastamento, como proceder?

Pergunta:
Estou grávida de 4 meses. No início da gravidez eu tive um delocamento de placenta.

Hoje estou bem, mas sinto-me desprestigiada no meu trabalho e discriminada pelo meu chefe.

Tenho uma perícia marcada no inss, caso tudo dê errado e ele mande eu voltar a trabalhar, posso propor algum acordo com meu chefe para não ter que trabalhar?

Resposta:
Primeiramente, deve-se esclarecer que a gravidez e a família são pilares basilares da sociedade.

Portanto, todos devem suportar os ônus deste fato da vida, tanto o estado quanto as empresas.

Assim sendo, a lei prevê a estabilidade da mulher grávida, que não pode de forma alguma ser despedida (sem justa causa).

Se, como no caso, a mulher se sente bem, não há nada que a impeça de realizar uma atividade laboral, e assim, dificilmente o perito do INSS irá afastá-la do trabalho.

Nesse caso, resta à mulher, caso deseje não mais trabalhar por assim entender melhor, fazer uso de seu direito, quer seja o de usufruir da licença-maternidade, ou então, realizar um pedido de demissão.

Ocorre que no caso, o risco para a empresa é muito elevado pois, se a mulher ingressar com uma ação trabalhista afirmando ter sido despedida, o empregador corre o risco de ser obrigado a indenizar todo o período de estabilidade da mulher.

Também, caso a mulher esteja se sentindo assediada no trabalho, com situações que ofendem sua honra e dignidade, pode ingressar com uma ação trabalhista pleiteando a justa indenização por danos morais, ou até a rescisão indireta do contrato de trabalho por culpa do empregador.

Veja também:



Seu direito: 

14.1.14
Escritura em nome de menor

A Escritura ou matrícula de um imóvel pode ser feita no nome de uma menor de idade?

14.1.14
Aluguel de casa partilhada.

A parte que não vive na casa partilhada tem direito a aluguel?

14.1.14
Pensão paga diretamente à filha.

A pensão alimentícia para filho tem de ser paga à mãe mesmo após o filho fazer 18 anos?

14.1.14
Pensão contra os avós.

Os avós podem ser obrigados a pagar pensão?

14.1.14
Exoneração de filha que possui união estável.

Posso pedir exoneração de pagamento de pensão para filha que já se encontra em união estável?